antispyware

Spybot Search and Destroy (Free Edition) é uma clássica ferramenta antispyware, veterana na guerra contra malware, que promete detectar e remover adwares, trojans, dialers, PUPs, “sequestradores de navegador” (barras de ferramentas indesejadas), keyloggers, rootkits e outros tipos de junkware e malware.

Uso, eventualmente, a versão gratuita do Spybot há pelo menos 10 anos. É verdade que o produto não tem a mesma eficácia de anos atrás, e hoje há ferramentas da mesma categoria melhores. De qualquer forma, para mim funciona como uma linha auxiliar no combate ao malware. Mesmo usando um antivírus de qualidade, como a da Kaspersky Lab, a qual não abro mão, às vezes executo a ferramenta. O motivo é simples: os antivírus, de maneira geral, ignoram os “cookies de rastreamento” ou outros programas intrusivos usados por para rastrear hábitos de navegação e de uso da Internet.

Spybot possui um recurso de Imunização que serve impedir o armazenamento de cookies de rastreamento de spywares conhecidos e bloquear alguns sites maliciosos, não confiáveis ou potencialmente perigosos.

immunization-spybot

É bastante fácil de usar. Para usuários avançados, é possível corrigir as inconsistências do Registro do Windows relacionadas a instalação de adware e outros programas maliciosos. Possui recurso de atualização online, que deve ser feita manualmente na versão gratuita.

Link para download

Conclusão

Para mim, o uso do Spybot Search and Destroy (Free Edition) está restrito à remoção de lixos que provocam lentidão e outras chateações na máquina, e que servem para rastrear a minha atividade online.

Nunca utilizei a versão paga, portanto, não posso opinar. No entanto, apesar da versão paga ser classificada como um produto antimalware completo, que promete remover e detectar vírus, rootkit, trojan, spyware, adware e diversos outros tipos de malware, sinceramente, duvido da sua plena eficácia, tendo em vista uma série de avaliações negativas espalhados pelos fóruns especializados.

Quanto ao produto gratuito, ele já não é mais o mesmo de anos atrás. Atualmente, há ferramentas – as quais falarei em outro post – mais avançadas.

ASSINE NOSSO BOLETIM
Concordo em informar meus dados pessoais para recebimento da newsletter.
Junte-se a mais de 8.000 visitantes que estão recebendo nossa newsletter sobre cibersegurança.
Seu endereço de email não será vendido ou compartilhado com mais ninguém.