A força-tarefa visa combater a proliferação de conteúdo fraudulento.

Nesta quinta-feira (30/04), o vice-presidente de privacidade e segurança de anúncios da Google, Scott Spencer, comunicou que a força-tarefa dedicada a combater conteúdos maléficos relacionados ao coronavírus bloqueou e removeu anúncios que vendem falsas curas e suprimentos médicos, bem como benefícios ilegítimos para desempregados, dentre outros conteúdos relacionados.

Em seu post, Spencer disse que “Temos uma força-tarefa dedicada à COVID-19 trabalhando 24 horas por dia, construindo novas tecnologias de detecção e melhorando nossos sistemas de imposição existentes para impedir maus atores”.

Os esforços para combater os que querem tirar proveito das pessoas por meio de anúncios online com temas relacionados à pandemia é umas das prioridades da Google.

Em 2019, a Google bloqueou e removeu 2,7 bilhões de anúncios ruins (5 mil por minuto) Entre os publishers, mais de 1,2 milhão de contas foram encerradas e foram removidos anúncios de mais de 21 milhões de páginas da web por violações às políticas da plataforma.


ASSINE NOSSO BOLETIM
Concordo em informar meus dados pessoais para recebimento da newsletter.
Junte-se a mais de 8.000 visitantes que estão recebendo nossa newsletter sobre cibersegurança.
Seu endereço de email não será vendido ou compartilhado com mais ninguém.