As autoridades americanas vêm alertando sobre um aumento nos ataques cibernéticos relacionados a instituições de pesquisa.

À medida que a corrida global pela vacina contra o coronavírus se acelera e os hackers investem em pesquisas científicas, as autoridades americanas aponta para a China como responsável por diversos ciberataques visando a propriedade intelectual.

Nesse contexto, o Federal Bureau of Investigation (FBI) e a Agência de Cibersegurança e Segurança de Infraestrutura (CISA) emitiram um Comunicado de Serviço Público alertando organizações que pesquisam a COVID-19 sobre possíveis alvos e comprometimento de rede pela China.

Os setores de assistência médica, farmacêutica e de pesquisa que desenvolvem trabalhos relacionadas à COVID-19 devem estar cientes de que são os principais alvos dessa atividade e tomar as medidas necessárias para proteger seus sistemas.

O alerta visa conscientizar as instituições de pesquisa as pessoas podem ser alvejadas pelos ataques.


ASSINE NOSSO BOLETIM
Concordo em informar meus dados pessoais para recebimento da newsletter.
Junte-se a mais de 8.000 visitantes que estão recebendo nossa newsletter sobre cibersegurança.
Seu endereço de email não será vendido ou compartilhado com mais ninguém.