Qual a sua escolha: perito em cibersegurança ou cibercriminoso?

A Europol e o FBI, preocupados com os jovens que iniciam a vida no cibercrime desde muito cedo, lançaram uma campanha de prevenção que poderia ser aplicada no Brasil pelas autoridades locais.

A campanha pretende “aumentar a conscientização sobre o risco de jovens adultos se envolverem na cibercriminalidade” e alertar sobre as consequências negativas que podem ter, não somente para a sociedade, mas também para os jovens que são detidos.

cibercrime

De acordo com o infográfico, os hackers criminosos (ou cibercriminosos) têm itens como saúde, destreza, energia e felicidade significativamente piores do que os peritos em cibersegurança. E o pior: eles têm muito menos “Dinheiro Total”.

Então, o que é que você vai ser?

O Brasil, assim como a maioria dos países, tem um déficit enorme de profissionais da área de segurança da informação. Por outro lado, tem uma legião de jovens interessados em aprender sobre “hacking”, mas falta, no meu ponto de vista, um direcionamento ético para eles.

Já vi cursos que ensinavam, sem nenhum pudor, totalmente alheios a questões éticas, sobre técnicas de invasão de websites.

Você prefere escolher uma vida com “muitas oportunidades profissionais e de carreiras disponíveis” ou “uma pena de prisão, em situações de maior gravidade”?

Quero ser a prova de hackers
ASSINE NOSSO BOLETIM
Concordo em informar meus dados pessoais para recebimento da newsletter.
Junte-se a mais de 8.000 visitantes que estão recebendo nossa newsletter sobre cibersegurança.
Seu endereço de email não será vendido ou compartilhado com mais ninguém.