OMS relata aumento de cinco vezes em ataques cibernéticos e pede vigilância.

Em comunicado à imprensa, a Organização Mundial da Saúde, apontou que houve um aumento “dramático” no número de ciberataques desde que a crise da saúde começou no início deste ano.

De acordo com o CIO Bernardo Mariano, o número de ataques e incidentes de hackers contra a organização das Nações Unidas agora é cinco vezes maior do que o mesmo período de 2019.

Na mesma semana do comunicado, vazaram mais de 25 mil endereços de e-mail e senhas pertencentes à OMS e a outras organizações.

Segundo o comunicado, a OMS está trabalhando com o setor privado para estabelecer sistemas internos mais robustos e fortalecer medidas de segurança, além de conscientizar o seu time sobre os riscos de segurança cibernética. 


ASSINE NOSSO BOLETIM
Concordo em informar meus dados pessoais para recebimento da newsletter.
Junte-se a mais de 8.000 visitantes que estão recebendo nossa newsletter sobre cibersegurança.
Seu endereço de email não será vendido ou compartilhado com mais ninguém.